RContas 2015 - page 13

Enquadramento
13
comunicação das necessidades, pois a linguagem é comum o que produz vantagens
competitivas para ambas as partes.
As ações de formação são bastante abrangentes, pois para além das matérias agrícolas
(agricultura biológica; poda; produção integrada; condução de maquinas agrícolas; aplicação
de produtos fitofármacos, entre outras) também introduzimos matérias que permitem o
acompanhamento dos tempos modernos, como seja marketing (Agroalimentar; técnicas de
Marketing), informática (iniciação – o contacto com o computador; processador de texto;
processador de cálculo; internet, e outros).
C
ONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO AMBIENTE
Existe uma responsabilidade aquando da escolha das ações de formação, que serão
desenvolvidas com os nossos associados. Quer para os jovens empresários agrícolas, quer
para aqueles cuja agricultura já faz parte do seu quotidiano, e do qual provém a sua fonte de
rentabilidade. As formações enquadram sempre módulos, que consciencializam para os efeitos
que más práticas podem provocar no nosso ambiente.
Para tal, desenvolvemos formações que ensinam técnicas, intervalos de seguranças, leitura de
rótulos, dosagens, produtos homologados…
Para grupos bastante bem definidos, ainda se desenvolvem ações de formação, para a prática
de agricultura biológica.
Todas as ações de formação são baseadas no cumprimento dos requisitos legais de gestão.
Estes têm como pilares: o ambiente; saúde pública; saúde e bem-estar animal; boas
condições agrícolas e ambientais e segurança no trabalho.
Temos parceria com a Instituição VALORFITO, fazendo a recolha, nas nossas instalações, das
embalagens vazias dos produtos fitofármacos, para posteriormente serem direcionadas para a
sua reciclagem de forma responsável e sustentável.
Atentos ao ambiente, para além dos procedimentos de gestão junto da sociedade Ponto Verde,
realizamos, também, diligências para a reciclagem do papel, plástico e consumíveis
informáticos.
Todos os produtos, que entram na CALCOB, estão sujeitos a um processo de rastreabilidade.
Existe a necessidade de identificar os produtos em lotes e por produtor. Esta ligação é tão
ampla quanto possível, sendo o ideal, desde a parcela de terreno onde se faz a plantação (com
os respetivos cadernos de campo) até à entrega no cliente final.
Também, é prática regular a realização de análises, de forma aleatória ao produtor, ao lote e
ao produto. Sendo certo que todos estão sujeitas a estes testes. A água da Cooperativa
também é analisada regularmente.
1...,3,4,5,6,7,8,9,10,11,12 14,15,16,17,18,19,20,21,22,23,...80
Powered by FlippingBook